Taiwan também está desenvolvendo um novo caça inspirado no F-35 americano

Quer você goste ou não do caça furtivo F-35 Lighting II da Lockheed Martin, é claro que a aeronave americana inspirou muitos programas em todo o mundo desde que entrou em serviço. Já sabíamos do programa sul-coreano K-FX com o KF-21 Boramae apresentado no ano passado, o programa turco TF-X que hoje encontra grandes dificuldades após as sanções ocidentais, ou mesmo o FX japonês, que hoje parece estar se aproximando à Tempestade Britânica. Além da esfera ocidental, há pouca dúvida de que o Lighting II inspirou o futuro J-35 chinês que equipará os porta-aviões de Pequim, enquanto o programa…

Leia o artigo

Top Gun: Maverick, o filme há muito aguardado pelas forças aéreas ocidentais

É raro que um filme sozinho tenha um impacto tão significativo em toda uma geração de jovens pilotos. Desde o seu lançamento em 1986, e até hoje, a grande maioria dos candidatos para as seleções de pilotos militares nos Estados Unidos, Europa e, em geral, em todo o mundo ocidental, foram mais do que influenciados por este filme. Enquanto as forças aéreas ocidentais enfrentam, em sua maior parte e há vários anos, uma escassez significativa de candidatos, a chegada iminente de Top Gun: Maverick representa, portanto, uma esperança importante e indisfarçada, mesmo que as tensões no mundo continuem crescendo...

Leia o artigo

A França perdeu sua audácia na inovação em Defesa?

No início desta semana, a Agência Francesa de Inovação em Defesa lançou duas chamadas para projetos para projetar modelos de munição vagabunda. Essas armas, às vezes impropriamente chamadas de drones suicidas, marcam as notícias no conflito ucraniano, com a chegada dos modelos Switchblade 300 e 600 e do misterioso Phoenix Ghost especialmente projetado pela indústria de defesa dos EUA a pedido dos ucranianos. No entanto, a eficácia da munição vagabunda não surgiu durante esse conflito, nem mesmo durante a guerra de Nagorno Karabakh em 2020, durante a qual os Harops e Orbiters de fabricação israelense saturaram as defesas armênias. De fato, esse tipo de munição existe…

Leia o artigo

Colômbia se torna "grande aliada" dos Estados Unidos

A guerra na Ucrânia gerou uma certa radicalização ao nível das relações internacionais, na Europa, claro, mas também em todo o planeta. Nesse contexto, a Venezuela do presidente Maduro não deixou de jogar uma carta importante, ao demonstrar apoio infalível a Moscou desde o início do conflito e ao votar sistematicamente contra os textos que visam a Federação Russa nas Nações Unidas. Para Caracas, trata-se de obter as boas graças do Kremlin, cujo apoio militar e em termos de exportação de armas são essenciais para a manutenção do regime. Se a reaproximação com Moscou e Pequim data de…

Leia o artigo

General Atomics apresenta uma versão on-board de seu drone MALE MQ-9B SkyGuardian

Nas últimas duas décadas, os drones de combate Medium Altitude Long Endurance, ou MALE, como o famoso MQ-1 Predator da American General Atomics, e seu sucessor, o MQ-9A Reaper, mudaram profundamente o combate ar-terra. Dotados (como o nome sugere) de uma longa duração da ordem de 30 horas para o Reaper, esses dispositivos podem patrulhar e pesquisar grandes áreas graças a sistemas eletro-ópticos avançados e atacar alvos com munições ar-superfície, como o Míssil AGM-114 Hellfire e a bomba guiada GBU-38 JDAM. Embora sua eficácia em combate de alta intensidade ainda precise ser determinada devido à vulnerabilidade significativa, e isso…

Leia o artigo

A Argentina está interessada no Kfir israelense e no JF-17 sino-paquistanês para modernizar suas forças aéreas

Antes da Guerra das Malvinas, em 1983, a Força Aérea Argentina colocou em campo quase uma centena de caças modernos Dassault Mirage IIIEA, IAI Dagger (cópia não licenciada do Mirage V) e A-4B/C/P Skyhawk, enquanto as forças aéreas navais tinham cerca de vinte aeronaves A-4Q Skyhawk e 6 Super-Etendards Dassault, tornando-se uma das forças aéreas mais poderosas e melhor equipadas da América do Sul. Se a Guerra das Malvinas teve um forte impacto nesses números, com a perda de 22 Skyhawks, 11 Daggers e 2 Mirage IIIs, foi sobretudo as sanções ocidentais e as consequências de repetidas crises econômicas...

Leia o artigo

Congresso dos EUA pode autorizar a exportação de novos F-16 Block 70 Vipers para a Turquia

Em outubro de 2021, as autoridades turcas apresentaram oficialmente um pedido ao Foreign Military Sales, ou FMS, a organização americana encarregada dos arquivos de exportação de armas para os aliados dos Estados Unidos, para adquirir 40 novos F-16. Block 70 Viper e 80 kits para trazer sua própria aeronave para este padrão muito mais avançado e eficiente do que o F-16 C/D Block 52 atualmente em serviço com a Força Aérea Turca. Se o presidente Biden prometeu fazer o que pudesse para concretizar esse pedido, o Congresso americano, que controla firmemente as exportações de armas dos EUA, se opôs, em um contexto de crise referente à aquisição…

Leia o artigo

Quais soluções para lidar com a ameaça de drones leves e munições errantes?

No início da ofensiva russa contra a Ucrânia, o equilíbrio de poder, particularmente em termos de poder de fogo disponível, era tanto a favor das forças russas que parecia muito difícil, se não impossível, pois as forças ucranianas poderiam resistir por mais do que algumas semanas em face do ataque de fogo e aço que estava por vir. No entanto, o comando ucraniano conseguiu usar os meios disponíveis ao máximo para explorar as fraquezas do adversário, como a necessidade de permanecer em caminhos e estradas pavimentadas, assediar com unidades de infantaria móveis e determinadas, as linhas logísticas russas, enquanto bloqueando ofensivas mecanizadas por…

Leia o artigo

Brasil encomendará caças JAS-39E Gripen NG adicionais da Saab

Estes últimos anos têm sido particularmente difíceis para o fabricante sueco Saab e seu novo caça JAS-39 E/F Gripen NG. Após ser excluído da competição na Suíça, o grupo sueco fundou importantes e legítimas esperanças de se impor para a substituição dos F/A-18 finlandeses, e esteve na final da competição canadense. Infelizmente, esses três países se voltaram para o F-35A americano. Ao mesmo tempo, as forças aéreas europeias emergentes dos países do Leste que formaram a clientela inicial do Gripen nos anos 90 e 2000, voltaram-se massivamente para o americano F-16 Block 70 Viper, enquanto até a Tailândia, ela…

Leia o artigo

Com o programa QUICKSINK, a Força Aérea dos EUA vai adquirir bombas guiadas antinavio

Se mísseis anti-navio aerotransportados, como o RGM-84A Harpoon, o AM39 Exocet ou o AGM-158c LRASM, foram projetados para superar navios de guerra, como fragatas e destróieres, e possuem capacidades específicas para combater os sistemas de defesa desses navios, por outro lado, são de implementação complexa e carregam uma carga explosiva relativamente baixa (entre 150 e 250 kg dependendo do modelo), tornando-os armas pouco adequadas para superar grandes navios mercantes. Quanto aos seus altos preços, eles os tornam irrelevantes para embarcar em navios menores, como…

Leia o artigo
Meta-Defesa

GRÁTIS
VISTA