Enquanto a Força Aérea dos EUA quer aposentar 33 F-22 Raptors impróprios para combate, o Congresso quer modernizá-los

É comum que o Congresso dos Estados Unidos, que, recordemos, tem a última palavra em matéria de planejamento militar do outro lado do Atlântico, desempenhe o papel de moderador diante das demandas dos exércitos americanos, que muitas vezes são rápidos em fazer decisões radicais em termos de formato. Assim, nos últimos anos, o Congresso rejeitou consistentemente os pedidos da Força Aérea dos EUA para retirar sua frota de A-10, considerando-os inadequados para o combate moderno de alta intensidade. Para os parlamentares americanos, por outro lado, não se trata de reduzir o tamanho das forças sem poder colocar na cara uma recapitalização coerente. É assim…

Leia o artigo

Drones TB2 Bayraktar agora “inúteis” na Ucrânia contra a defesa antiaérea russa

Antes do conflito na Ucrânia, vários especialistas questionaram a eficácia dos drones MALE em um chamado conflito de alta intensidade, julgando-os muito vulneráveis ​​às modernas defesas antiaéreas. No entanto, durante as primeiras semanas de combate, os Bayraktar TB2 fornecidos pela Turquia à Ucrânia desempenharam um papel importante para impedir que as colunas russas avançassem em direção a Kiev, conseguindo insinuar-se nas porosas defesas antiaéreas implementadas pelas forças russas de forma obviamente mal planejada. ofensiva e para atacar ou orientar ataques de artilharia contra colunas de suprimentos, blindados e até vários sistemas de defesa aérea.…

Leia o artigo
Meta-Defesa

GRÁTIS
VISTA