Boeing faz todas as paradas para tentar salvar o contrato dos Super Hornets alemães

Como sabemos, após as falhas na Suíça, Finlândia e Canadá, três países que hoje utilizam o F/A-18 Hornet, o contrato alemão para 30 F/A 18 E/F Super Hornets e 15 aeronaves de guerra aérea E/A -18G Growler para substituir o Tornado dedicado à missão nuclear da OTAN e a guerra eletrônica ECR Tornado, assumiu uma dimensão mais do que estratégica para a Boeing, para quem está em jogo a sustentabilidade da cadeia. No entanto, este contrato encontra-se hoje ameaçado por vários fatores, nomeadamente a firmeza do Pentágono em não qualificar a nova bomba nuclear B-3-Mod61 utilizada pela NATO para outros dispositivos que não os inicialmente previstos, nomeadamente o Super Hornet não ser parte. De fato, o novo governo alemão anunciou que reavaliará a conveniência de encomendar os 12 caças-bombardeiros da Boeing, sugerindo que poderia procure o F-35A para a missão nuclear, bem como uma versão de guerra eletrônica do Typhoon.

Por enquanto, as autoridades alemãs têm permanecido muito evasivas nessas arbitragens, especialmente porque a participação da Luftwaffe na missão nuclear compartilhada da OTAN está longe de ser um assunto popular no país, que está mais em uma coalizão onde os Verdes representam o segunda força política. A ameaça foi, no entanto, considerada suficientemente importante em Seattle, sede da Boeing, que acaba de apresentar um ambicioso plano de compensação industrial se Berlim respeitasse sua arbitragem inicial. Assim, o fabricante americano de aeronaves oferece às autoridades alemãs produção compartilhada representando € 3,5 bilhões em pedidos para a indústria aeronáutica alemã, para um pedido total que deve atingir € 10 a 12 bilhões de acordo com nossas estimativas. Por enquanto, no entanto, a lista de potenciais parceiros para essas compensações industriais não foi definida.

O F-35 é hoje a única aeronave moderna oferecida para exportação qualificada para usar a bomba nuclear B-61Mod12 da OTAN.

O restante deste artigo é apenas para assinantes

Os artigos de acesso completo estão disponíveis no “ Itens gratuitos“. Os assinantes têm acesso aos artigos completos de Análises, OSINT e Síntese. Artigos em Arquivos (com mais de 2 anos) são reservados para assinantes Premium.

A partir de 6,50€ por mês – Sem compromisso de tempo.


Artigos Relacionados

Meta-Defesa

GRÁTIS
VISTA